Quando o assunto é qualidade de vida os pontos mais importantes que vem a mente são: boa alimentação, saúde mental e prática de exercícios físicos. Porém, levar em consideração apenas esses três critérios não é o suficiente, muitos se esquecem de uma parte muito importante e que nos mantém com energia para o dia seguinte: o sono.
Sono e saúde são elementos que devem caminhar juntos, se você acha que dormir menos de 8 horas diárias é algo positivo, você está muito enganado. Dormir não é uma atividade apenas para descansar o corpo, enquanto dorme, acontecem diversas coisas no seu organismo, como, por exemplo, a limpeza de toxinas, prevenção de doenças e até ajuda no bom funcionamento da memória.

DORMIR BEM

Muito se fala sobre dormir bem, benefícios do sono, o sono de qualidade e outros assuntos sobre sono e saúde, mas nem sempre se sabe o que é dormir bem.
Nem sempre às 8 horas de sono por dia é sinônimo de uma noite bem dormida, principalmente pelo fato de que cada organismo tem suas particularidades e necessidades específicas que variam de acordo com o metabolismo de cada um.
Por este motivo que deve ser abolida a ideia de que dormir bem está relacionada apenas a quantidade de horas de sono. Algumas pessoas podem dormir apenas 6 horas diárias e acordar completamente bem, já outras pode precisar de 9 horas dormindo para sentir descansado e com energia para o dia seguinte.
O sono, em regra, passa por cinco fases que duram de 90 a 120 minutos cada, essas fases, em média, se repetem 5 vezes por sono, elas funcionam da seguinte forma:

  • Fase 1: parte do sono leve, quando os movimentos desaceleram, nesta fase você pode ser acordado facilmente, pois é uma fase que é normal sair e voltar do sono o tempo todo.
  • FASE 2: nesta fase a temperatura corporal cai e, assim, o individuo começa a relaxar. Neste momento o movimento dos olhos e a atividade cerebral também são reduzidos.
  • Fase 3: o início do sono profundo, as ondas cerebrais se alternam entre ondas lentas e rápidas, essa fase é mais difícil de acordar e, quando isso acontece, é normal que a pessoa se sinta confusa por alguns minutos.
  • Fase 4: esta é a segunda etapa do sono profundo. As ondas cerebrais agora estão tomadas por ondas delta, que estão associadas à produção dos sonhos e ao relaxamento das atividades diárias, proporcionando o descanso necessário.
  • REM: é uma das fases mais importantes para o corpo, normalmente associada aos períodos de sonho. A respiração passa a ser rápida, superficial e irregular. Os músculos se tornam imóveis. A fase ganha esse nome pela sigla de Rapid Eye Movement, que significa “movimento rápido dos olhos”, já que durante essa etapa do sono os olhos se movimentam rapidamente de um lado para o outro.

O SONO E A SAÚDE

Como já foi dito, sono e saúde são complementos um do outro e, após aprender sobre as fases do sono e como elas funcionam, passamos a entender como o sono influencia na saúde e vice versa.
Começando a falar dos problemas que impedem alguém de dormir bem, existem os distúrbios do sono, que são as doenças que prejudicam o repouso corporal. Para a maioria destes distúrbios já existem tratamento e podem ser controlados com terapia, remédios, aparelhos e ajudas profissionais.  
Porém, quando não há o distúrbio do sono, uma noite com sono de qualidade traz diversas influências na saúde, como os exemplos a seguir.

ELIMINA TOXINA

Quando se tem uma noite de sono ideal, o corpo elimina substâncias tóxicas que prejudicam a saúde. Com isso, o organismo fica pronto para enfrentar um novo dia. Quando a noite de sono é interrompida, essas toxinas se acumulam e, consequentemente, afeta o sistema imunológico, desenvolvendo até mesmo gripes e resfriados.

PROCESSA AS INFORMAÇÕES

Enquanto dorme, o cérebro se reorganiza para administrar todas as informações que se aprende durante o dia, aquelas informações não importantes são descartadas, enquanto os dados relevantes serão registrados e conectados com outras memórias de longo prazo. Esse processo desenvolvido no sono é tão importante que aqueles que dormem pouco ou mal podem influenciar os quadros de demência.

EMAGRECIMENTO

Outro fator que envolve sono e saúde é o controle de peso, diversas funções do organismo são executadas durante a noite, como, por exemplo, a produção de leptina, que é o hormônio que cuida da sensação de saciedade. Quando não tem uma boa noite de sono, ao invés de produzir leptina, o corpo produz grelina, um hormônio que se associa à sensação de fome e de baixo gasto calórico. Portanto, aquele que dorme bem durante a noite, costuma comer menos e, assim, reduz o ganho de peso e obesidade.

PREVINE PRESSÃO ALTA

Quando o corpo não consegue ter o descanso necessário durante a noite, ele passa por um estado de estresse, ou seja, libera mais adrenalina no organismo. Esse hormônio tem suas ações relacionadas ao instinto de fuga, aumentando assim o fluxo sanguíneo e, com tudo isso, aumenta a pressão arterial junto.
Se essa alteração se torna algo permanente, devido ao excesso de noites mal dormidas, surge um problema mais, a hipertensão. Normalmente, a hipertensão está ligada a outras doenças cardiovasculares, já que a ausência dos hormônios produzidos durante o período de sono pode atingir o nível do colesterol.
As consequências de uma noite dormida podem ser mais graves que se imagina, pois, quando não se dorme bem, o corpo fica propenso a ataques cardíacos e até mesmo derrames, portanto, se você tem problema para dormir procure ajuda de um profissional e cuide do seu sono e saúde.

FAVORECE APRENDIZADO

A relação de sono e saúde atinge todas as áreas, seja ela física ou mental, quando tem uma boa noite de sono o seu cérebro consegue aprender melhor. Se o processamento das informações que aprendemos acontece durante o sono, como dito acima, um sono de qualidade pode garantir um estudo mais eficiente. Por isso, vale a pena investir no descanso quando se está em fases que exigem mais do cérebro, como em fase de concurso, vestibular e projetos no trabalho.

EVITA DEPRESSÃO

Se você está passando por dificuldades em dormir, provavelmente você acorda irritado no dia seguinte e com o humor péssimo. Quando o sono de má qualidade dura por mais noites, a tendência é fica desesperado, pois a falta de sono afeta seu equilíbrio corporal.
Além disso, os distúrbios de humor e os de sono têm uma relação bem próxima. Quase sempre, pessoas com ansiedade, depressão e outros quadros similares têm dificuldade de dormir bem. Da mesma forma, insônia também pode levar o indivíduo a desenvolver essas doenças.
Em outras palavras, o sono e saúde mental são fatores que deve ter muita atenção, pois a falta de sono pode atingir diversas áreas e desenvolver doenças sérias.

EVITA O ENVELHECIMENTO PRECOCE

A expressão “sono de beleza” faz muito sentido quando analisamos este tópico. Durante o sono, as células da pele se renovam, rejuvenescendo o tecido. Além disso, a produção de melatonina, outro hormônio importante para dormir bem durante a noite e que evita o envelhecimento precoce.
Essa substância tem seu pico de produção entre as 22h e 2h, por isso, dormir nesse período pode trazer resultados mais satisfatórios na neutralização de radicais livres que promovem o envelhecimento celular.

COMO TER UMA BOA NOITE DE SONO

Sono e saúde são dois temas muito importantes e que todos devemos ter muita atenção e cuidado, caso você não tenha uma boa noite de sono, seja por distúrbios do sono ou outro problema, existem algumas mudanças de hábitos que já pode ajudar, e muito, na qualidade do sono, que são:

  • Criar um horário fixo para dormir e acordar;
  • Evitar ficar na cama por muito tempo, ir deitar apenas quando estiver com sono;
  • Não consumir álcool, nicotina ou café cerca de 2 horas antes de deitar;
  • Utilizar a cama apenas para dormir, evitar comer, ler, estudar, assistir TV na cama;
  • Não praticar exercícios antes de dormir;
  • Procurar utilizar colchões, travesseiros e cobertas de melhor qualidade;
  • Se dormir durante o dia, tente não dormir mais que 45 minutos de sono;
  • Fazer com que o quarto seja um ambiente agradável para dormir, evite luzes fortes, não deixe o quarto abafado, bagunçado ou qualquer fator que possa deixar o quarto desagradável ao sono;
  • Criar uma rotina do sono, como por exemplo, tomar um banho relaxante, escovar os dentes, meditar, vestir uma roupa confortável, hábitos que deixem o corpo relaxado para dormir melhor;
  • Não usar eletrônicos antes de dormir, celular, computador, TV e demais aparelhos, transmite uma luz muito forte e pode prejudicar no sono;
  • Tente não pensar nos problemas, planejar ou repassar as coisas enquanto deitado, esses pensamentos podem te deixar agitado e prejudicar a qualidade do sono.