Remédios para dormir parecem a solução mágica para quem tem dificuldades na hora de pegar no sono, mas sabia que eles podem ter efeitos colaterais, até mesmo graves?

Os remédios para dormir e o sono

Algumas pessoas realmente precisam tomar remédios para dormir, porque possuem distúrbios do sono ou doenças que interferem com o sono natural do organismo. Mas, com a vida corrida de hoje em dia, muitas pessoas encontram dificuldades para conseguir dormir devido ao estresse ou rotina desregulada.

Nessa situação, muitos acabam recorrendo ao uso de remédios para dormir. E o pior: sem a recomendação médica adequada. Com isso, é bastante comum que surjam efeitos colaterais e outros danos indesejados ao corpo e à vida da pessoa.

Geralmente, o remédio para dormir é uma solução paliativa e que gradualmente deve ser retirada totalmente, ou talvez de modo esporádico, quando as medidas para o tratamento começam a fazer efeito.

Quais os efeitos colaterais de se tomar remédio para dormir?

Sem o acompanhamento médico, os perigos são bem maiores. Mas, eles são inúmeros e dependem das circunstâncias e do seu estado de saúde, além de outros fatores, como alimentação e condições físicas e psicológicas.

As reações mais comuns são:

  • Aumento do sono durante o dia
  • Perda de reflexos, o que pode causar acidentes e até quedas em idosos
  • Reações alérgicas
  • Choque anafilático
  • Dependência química
  • E muito mais! 

Por isso, é tão importante procurar um médico antes de tomar qualquer medicação. Porque só ele é capaz de prescrever um remédio para dormir mais seguro e apropriado para você e seu estilo de vida. Assim, você diminui as chances de ter efeitos colaterais que podem ser bem graves e, inclusive, levar até à morte.

Leia também:

remédios para dormir

 

O que eu posso fazer para substituir os remédios para dormir?

Se você não procurou um médico especialista, como um neurologista ou psiquiatra, para ajudar com seu problema para dormir, você pode tentar algumas dicas. Mas, lembre-se: nada substitui a opinião de um especialista.

Portanto, se o seu médico disser que você não precisa de um remédio para dormir, você pode começar a usar algumas destas dicas para melhorar seus hábitos no dia a dia.

  • Respeite a quantidade de sono adequada para você
  • Tenha um horário certo para dormir e evite não segui-lo
  • Procure ter uma alimentação saudável
  • Evite alimentos pesados e bebidas e comidas estimulantes (refrigerantes e chocolates, por exemplo) duas horas antes de dormir
  • Prefira alimentos com melatonina, triptofano e magnésio (aveia, leite, mel, cereja, couve e alface)
  • Pratique atividades físicas
  • Não use aparelhos eletrônicos antes de dormir, como celulares e computadores
  • Tenha um ambiente confortável para dormir, que seja silencioso, agradável e escuro

O que mais posso fazer para melhorar o meu sono?

Além dessas dicas, você também pode tentar praticar atividades relaxantes, como ler um livro, ouvir uma música e beber um chá de camomila, porque ele possui um efeito calmante. Porém, de nada adianta você mudar toda a sua rotina e evitar os medicamentos para dormir se o seu colchão não é confortável.

Além de atrapalhar o seu sono, o colchão também pode provocar outros problemas de saúde, como dores nas costas e mais. Por isso, é importante que você tenha um bom colchão para evitar mais esses problemas.

A Sono Quality desenvolveu colchões com tecnologias que ajudam tanto na saúde física quanto mental, por promoverem relaxamento do corpo e aliviar o estresse do dia a dia.

Se quiser conhecer melhor todos os benefícios, entre em contato com a gente e agende uma visita com um dos nossos terapeutas do sono.

Conheça todas as tecnologias de um colchão Sono Quality que vão ajudar você a ter uma rotina mais saudável.

Você tem encontrado problemas para dormir? Acorda indisposto? Quer cuidar da sua saúde enquanto você dorme? Fale hoje com a Sono Quality (ligação grátis para todo o Brasil):

0800 608 8138

 


Gostou da nossa publicação? Confira as nossas outras postagens: