Entenda mais sobre esta síndrome tão controversa, e saiba como tratar para aliviar os sintomas da fibromialgia!

O que é a fibromialgia?

Ela é uma doença silenciosa, não detectável em exames laboratoriais, e crônica. 

Sua causa ainda é desconhecida, o que faz com que sua natureza, muitas vezes, seja encarada como um transtorno apenas psicológico.
A síndrome provoca dores por todo o corpo, e diversos outros sintomas, como distúrbios do sono, e cansaço frequente.

Pontos de dor da fibromialgia: Sintomas mais comuns

  • Dor crônica, generalizada: costuma ser mais persistente no período da manhã, em ambos os lados do corpo. Os relatos de pacientes confirmam que os principais locais afetados são o crânio, tórax e a coluna vertebral, podendo também se estender abaixo da cintura, nos membros inferiores. De acordo com os relatos, a dor associada à fibromialgia é descrita como uma dor “cansada”, difícil de caracterizar. 
  • Fadiga: o sono do paciente que sofre de fibromialgia costuma ser relatado como “não reparador”, o que causa uma fadiga que não passa durante o dia.
  • Dificuldades Cognitivas: também existem problemas como falta de concentração, e dificuldades com a linguagem, como para se recordar ou falar palavras comuns. 

Como diagnosticar?

Normalmente, o diagnóstico é realizado por um clínico geral. Mas, é sempre um grande desafio, já que não pode ser feito através de exames de imagem ou de sangue. 

É através dos sintomas que se bate o martelo, correndo o risco da doença ser confundida com outras comorbidades. 

Dessa forma, a identificação da doença é realizada por exclusão, avaliando outras condições que poderiam causar sintomas similares: hipotireoidismo, artrite reumatóide ou doenças autoimunes. 

Quando as outras opções forem descartadas, a determinação da síndrome é realizada caso a dor exista intensamente entre 3 a 6 áreas diferentes do corpo durante, no mínimo, 3 meses.

Ou então, quando a dor é menos intensa, mas recorrente em 7 ou mais áreas do corpo, também por pelo menos 3 meses. 

Existe cura? Como tratar?

Pontos de dor da fibromialgia

Pontos de dor da fibromialgia

Ainda não existe uma cura para a condição que, em 80% das vezes, afeta mulheres jovens ou de meia idade. 

Mas, existe tratamento, cujo objetivo é controlar os sintomas, e pode ser feito com analgésicos, fisioterapia, exercícios físicos e massagens. 

Algumas medidas alternativas são aromaterapia ou acupuntura, por exemplo.

Faça exercícios

Se você sofre da fibromialgia, ou está no processo para diagnosticá-la, e quer aliviar as dores, pode fazer exercícios físicos em casa!

Tente realizá-los na hora do dia em que você estiver se sentindo melhor. Alguns pacientes costumam dizer que esta hora é entre as 10h e 15h. Mas, se este momento para você for outro, faça de acordo com a sua preferência. 

Lembre-se de consultar seu médico antes de iniciar qualquer atividade física. 

  • Comece se alongando. Isso ajuda a aquecer os músculos, o que pode ajudar a minimizar a dor após o fim do exercício. Adquira o hábito de se alongar quando estiver deitado, parado ou sentado. Uma dica é se alongar durante um banho quente, por ser bastante relaxante. Outra dica é a de utilizar exercícios de alongamento para dormir melhor.
  • Caminhe! Inicie com passadas pequenas, balançando pouco os braços, em superfícies planas e uniformes.
  • Para se fortalecer, considere as faixas elásticas ou bandas no lugar dos pesos. Comece com apenas uma série de repetições. 
  • Intercale. Durante o fortalecimento ou o alongamento, alterne os lados e descanse entre as repetições.
  • Faça pausas e preste atenção ao seu corpo. Dê tempo ao tempo, e vá tão devagar quanto achar necessário. 
  • Depois, cuide do seu corpo. Quando acabar, não se esqueça do alongamento, de se hidratar, e relaxar.

Crie hábitos saudáveis

Conviver com uma condição crônica requer, do paciente, uma atenção especial aos aspectos comuns do dia a dia. 

Crie hábitos saudáveis que te ajudem a se adaptar o melhor possível com a síndrome, pois é conhecido que determinadas ações ‒ que variam de pessoa para pessoa ‒ podem agravar as dores. 

Desta forma é importante que você:

#1 Fique atento ao que causa dor

Como a fibromialgia é uma doença cuja causa ainda é desconhecida, isso é algo extremamente pessoal. Pode variar entre levantar objetos pesados até passar por situações estressantes. Desta forma, é importante que você dê atenção ao seu corpo e cuide dele. É imprescindível lembrar que qualquer dor diferente do habitual deve ser investigada.

#2 Respeite seus limites

Existem dias que serão melhores, com menos dores. São nestes dias em que os cuidados devem ser redobrados, para que você não tente praticar mais atividades do que o normal, comprometendo o tratamento. As dores podem vir mais intensas no dia seguinte, portanto, respeite os seus limites. 

#3 Cuide do seu sono

É fato que o sono de quem sofre com a fibromialgia é alterado. Com múltiplos despertares durante a noite, é mais difícil atingir o sono profundo. Portanto, adquira hábitos como: manter o quarto arrumado, dormir em um colchão adequado e evitar alimentos energéticos antes de ir dormir. Em alguns casos, remédios para dormir podem ser necessárias. 

#4 Diário da dor

Muitos pacientes que já têm esse hábito dizem se beneficiar muito dele. Ele é basicamente um diário no qual você escreverá as situações que mais te causam dor, locais do corpo que mais doem, e todas as informações que você considerar relevantes sobre o andamento da doença. Isso é interessante, pois você fica sempre antenado ao seu corpo, e auxilia o médico, que acompanha seu tratamento, a identificar o que pode, ou não, ser melhor para o seu caso!

Pontos de dor da fibromialgia: Fale sobre isso!

A fibromialgia é uma doença silenciosa, e infelizmente, ainda muito estigmatizada. 

Isso faz com que muitos sofram tentando esconder os sintomas, evitando falar sobre eles, o que pode acarretar em diversos problemas na qualidade de vida da pessoa, e muito sofrimento.

Se você sofre de fibromialgia, ou se identifica com os sintomas relatados, busque ajuda de um profissional da saúde e fale abertamente com alguém de confiança. 

A Sono Quality apoia essa causa!

 


Se você gostou da nossa postagem, confira as nossas outras publicações: