Você já deve ter escutado por aí que nosso cérebro é capaz de armazenar muita coisa. Quase como se fosse um grande computador guardado na nossa caixa craniana. Mas já aconteceu de você ir até um determinado cômodo da sua casa fazer alguma coisa e de repente…deu branco? Ou até mesmo, no caminho até o mercado começou a se questionar se trancou a porta? No artigo de hoje, vamos te ajudar com alguns exercícios para fortalecer a memória!

Essas pequenas situações de esquecimento são o suficiente para você dar uma atenção especial para a sua memória. Não há nada de errado em esquecer algumas informações, porém, evitar que isso ocorra é o ideal. É comum que acima dos 60 anos essas falhas ocorram com mais frequência e não necessariamente, isso está diretamente ligado a algum problema neurológico.

Mas se você tem interesse em estimular mais o seu cérebro e fortalecer a memória, confira as dicas que reunimos!

O que causa a perda de memória?

A perda de memória é causada por doenças degenerativas e o próprio envelhecimento natural. Para evitar que isso aconteça, nós podemos estimular o cérebro exercitando-o com exercícios físicos e mentais, tendo uma alimentação bem balanceada e mantendo-o ativo! Leia também: Excesso de sono em idosos.

A perda de memória pode se tornar um risco em alguns casos, tais como a ingestão de medicações que pode causar uma superdosagem, lidar com investimentos e finanças, na condução de automóveis e ao informar sobre ter reações alérgicas à algum medicamento. Leia também: Remédios para dormir: efeitos colaterais.

Como melhorar a concentração e manter o foco? 

Algumas pessoas podem se sentir incapazes por não conseguirem focar nos seus afazeres diários. Mas calma! É extremamente comum momentos de “deu branco” e existem muitas distrações que podem afetar o nosso foco e concentração. Então como evitar que isso aconteça?

Não há uma solução mágica. É necessária muita autodisciplina e esforço para mudar. Além disso, como qualquer outro órgão do nosso corpo, o cérebro precisa ser alimentado com os nutrientes certos para funcionar bem e dar o seu máximo. Saber como estimular o cérebro e aumentar a nossa capacidade de aprendizagem, foco e concentração, não é tão difícil.

Confira também:

 

Dá uma olhada na lista de exercícios que você pode praticar para fortalecer a memória e a concentração:

 Vamos ler?

Crie uma rotina de leitura. Você pode escolher algum gênero que tenha maior afinidade, escolher algum lugar calmo e confortável e depois contar a história para alguém. Você mesmo pode avaliar se lembrou da história!

Monte um quebra-cabeças

De acordo com a saúde do nosso corpo, a nossa capacidade de memorização pode diminuir. Montar um quebra-cabeças é um dos maiores exemplos de que não precisam fazer exercícios muito complexos para estimular o cérebro.

 Faça meditação

A meditação trabalha a respiração, o foco e até mesmo a concentração. Você foca a atenção em apenas uma coisa. Aliás, sabia que a meditação também vai ajudar com o estresse? Ele também é um grande causador da falta de concentração.

Aprenda um novo idioma

Aprender pode parecer muito difícil, porém ter disciplina vai te ajudar a progredir com o fortalecimento da memória. Você estará ampliando o seu vocabulário e acaba memorizando informações novas todas as vezes que se sentar para estudar.

Pratique exercícios físicos

Eles não poderiam ficar de fora dessa lista, não é mesmo? Praticar exercícios físicos vai te ajudar a fortalecer a memória. Ajudam na capacidade respiratória e na oxigenação do cérebro também!

Leia também:

Além dos exercícios, invista na alimentação!

Exercícios para fortalecer a memória

Além da lista de exercícios que listamos acima, você pode investir em uma alimentação saudável e balanceada. Os alimentos possuem um grande papel na tarefa de fortalecer a concentração e a memória. Veja alguns alimentos que você pode colocar no seu prato para fortalecer a memória:

Espinafre e ovos

O espinafre e os ovos possuem a luteína que é antioxidante e favorece o cérebro!

 Couve, rúcula e brócolis

A couve, rúcula e o brócolis possuem ácido fólico que retarda o surgimento de demência, além de serem muito eficientes na proteção do neurônio contra a oxidação.

Abacate

O abacate é rico em vitamina B12, B6, C e E que são ótimas para os neurônios e além disso combate o colesterol alto. O abacate ajuda no fluxo do sangue e todos os alimentos com essa capacidade são bons para o cérebro. E se a circulação está boa, o cérebro está saudável!

Nozes e castanhas

Possuem vitamina E e gorduras boas que completam a receita neuroprotetora das oleaginosas.  Além disso, são fonte de ômega 3 e fósforo tornando-as aliadas importantes para boa saúde do cérebro. Quando consumidas em quantidade moderada e rotineiramente favorecem a memória!

Acredite: com o consumo desses alimentos haverá uma intervenção nas ondas cerebrais envolvidas com a retenção de informações e concentração.

Siga nossas dicas para melhorar sua memória a longo prazo! 

Se você apostar nas nossas dicas e criar uma rotina de exercícios físicos e mentais, além de se alimentar com os alimentos certos mantendo uma dieta balanceada, pode acreditar que a sua memória apresentará uma melhora gradual!

Além disso, evite o consumo de álcool e tabaco. Aposte em uma boa noite de sono também, pois com o sono em dia e de forma saudável, consequentemente, o seu cérebro estará saudável para armazenar melhor as informações e a sua capacidade de concentração será ampliada.


Dormir ajuda com que as suas memórias sejam consolidadas melhor pelo cérebro. Que tal investir em um dos nossos colchões terapêuticos e conhecer os benefícios que podemos te oferecer?

E aí, curtiu esse conteúdo? Não deixe de conferir também nosso artigo com dicas de como controlar a ansiedade!