Hoje vamos falar um pouco sobre o que fazer quando se tem paralisia do sono. Se você já acordou na sua cama durante a noite e não conseguiu se mexer com a sensação de estar paralisado, apesar de conseguir ouvir e ver, provavelmente você passou por um episódio de paralisia do sono. O acontecimento pode ser bastante assustador e é capaz de deixar as pessoas amedrontadas durante todo o decorrer do dia, apesar de durar apenas alguns segundos.

Apesar de ser relativamente comum, a paralisia do sono não deixa de ser uma experiência um tanto perturbadora e é bastante associada com algumas histórias de terror e pesadelos. É comum imaginar que há uma “presença maligna” segurando você, pelo fato de não conseguir se mexer. 

Mas calma! No artigo que você está lendo, vamos explicar o que fazer quando se tem paralisia do sono e como você pode se livrar desse mal. Confira!

O que é a paralisia do sono?

Estima-se que os primeiros sinais de paralisia do sono podem se manifestar aos 14 anos de idade. É um transtorno que ocorre logo após acordamos ou no momento em que se está tentando adormecer e que impede nossos movimentos, mesmo quando a mente está acordada. Assim, apesar de estar acordado, você não consegue se mexer e isso causa uma angústia, medo e terror.

A atividade do cérebro acaba se desencontrando com a do resto do corpo, então a consciência é recuperada antes da mobilidade do corpo. Quando a mente desperta nesse período, o cérebro bloqueia automaticamente os neurônios motores para que o corpo gere os movimentos de quando estávamos inconscientes. A pessoa que se encontra em estado de paralisia do sono está acordada, porém, ela está sob efeitos de sensações e emoções de paralisação muito grande, menos nos olhos.

Imagine que durante o seu sonho, você estava correndo uma maratona em alta velocidade. Seria um tanto desastroso se quando você despertasse, saísse correndo imediatamente como no sonho, não é mesmo?

Quanto tempo dura a paralisia do sono?

O tempo que dura a paralisia do sono varia de pessoa para pessoa. Em geral, possui duração não muito prolongada e que pode ocorrer entre 20 segundos até 2 minutos. A paralisia do sono pode ocorrer como um acontecimento isolado, quanto estar associado a alguns contextos acompanhados de outros sintomas:

  • Ansiedade
  • Estresse
  • Depressão
  • Bipolaridade
  • Rotinas estressantes
  • Ter péssimos horários para dormir pode ser um agravante para que a paralisia do sono aconteça
  •  Não respeitar o seu momento de descanso
  • Estar passando por grandes mudanças na vida
  • O uso de drogas pode piorar a ocorrência da paralisia

Leia também:

O que a pessoa sente durante a paralisia do sono?

As sensações mais comuns incluem a percepção de estar acordado, consciente e ouvindo tudo ao seu redor, mas sem conseguir se mover. Essas condições podem vir acompanhada de outros sintomas que variam bastante de pessoa para pessoa. Reunimos alguns dos sintomas principais que acompanham a paralisia do sono:

Alucinações sonoras ou visuais

As pessoas no estado de paralisia do sono podem imaginar que estão ouvindo passos, portas batendo, sussurros ou que está acompanhado de alguém sentado em sua cama. Isso costuma ser bastante assustador e essas alucinações podem surgir pois o cérebro confunde ao processar sons e imagens de sonhos, com o que é real e está de fato acontecendo.

Dificuldade para respirar

Quando se está preso em um momento de paralisia do sono é comum que o relaxamento da musculatura das costelas possa causar uma sensação de peso no peito, como se algo estivesse fazendo pressão nessa região, dificultando a respiração e fazendo a pessoa se sentir sufocada.

Medo de ficar nesse estado para sempre

Quando a pessoa tem os primeiros episódios de paralisia do sono e ainda não sabe do que se trata, a situação se torna ainda mais assustadora e angustiante pois ela pode imaginar que está morrendo ou ficará imobilizada para sempre.

Sensação de sair do corpo

Algumas pessoas descrevem a paralisia do sono junto com a sensação de estar fora do corpo, flutuando.

Como mencionamos acima, os sintomas variam de acordo de pessoa para pessoa, mas uma coisa é certa: você não está morrendo e tudo isso vai passar em questão se segundos.

O que fazer quando se tem paralisia do sono?

Existem algumas estratégias que você pode aderir à sua rotina para melhorar a qualidade do seu sono e reduzir a incidência da paralisia do sono. É importante também que você considere consultar um médico ou um psicólogo.

É bem comum ocorrer a paralisia, especialmente se você está sob muito estresse, pois não conseguimos dormir com tranquilidade e livre de preocupações. Reunimos algumas dicas que você pode aplicar no seu dia a dia para diminuir a ocorrência da paralisia e dormir bem:

O que fazer quando se tem paralisia do sono?

Procure estímulos agradáveis e calmos

Que tal começar a ler um livro de um assunto que você gosta, mas que não seja muito pesado para ler antes de dormir? O livro, diferente dos aparelhos eletrônicos, não emite luz ou envia estímulos que podem estressar o cérebro.

Você também pode aproveitar alguns minutos antes de ir se deitar, para refletir sobre o seu dia, pontuar alguns momentos bons que ocorreram, mesmo que sejam simples. Você também pode separar esse momento para escrever as suas reflexões e aderir ter um diário!

O importante é que seja uma atividade que não estresse você antes de dormir. 

Desligue os eletrônicos

Como já mencionamos algumas vezes, o uso dos aparelhos eletrônicos costumam ser um hábito muito difícil de ser quebrado, mas que é necessário para se ter uma boa noite de sono.

O que as pessoas mais estão acostumadas antes de dormir é mexer no celular, assistir televisão, usar o computador e até mesmo trabalhar antes de dormir. Você pode achar que desligar todos esses aparelhos que tiram a nossa concentração para descansar, vai fazer o sono não vir e te deixar revirando na cama durante horas.

A verdade é que se você se acostumar com o hábito de dormir com os eletrônicos desligados, você descobrirá que é capaz de dormir com mais regularidade, no mesmo horário e sem ajuda de aparelhos.

Mantenha uma rotina de exercícios

Que praticar exercícios todos os dias melhora a qualidade do sono não é nenhuma novidade, não é mesmo? Praticar alguma atividade física por pelo menos 20 minutos, todos os dias, contribui muito para a regularização do sono. Além de ajudar a deixar o corpo bem cansado para o sono chegar de maneira mais rápida, previne o despertar no meio da noite e melhora os sintomas de apneia do sono e da síndrome das pernas inquietas.

Movimentar o corpo com certa frequência e regularidade também ajuda a combater a insônia. Só se lembre de não se exercitar à noite. Procure fazer exercícios de manhã ou tarde e aproveite para repor as vitaminas tomando sol!

Quando se tem a paralisia do sono, por mais aterrorizante que a situação seja as vezes não conseguimos nos dar conta de que estamos nessa situação. Você também pode se lembrar de algumas dessas dicas:

Procure manter a calma

Quando você está mais tranquilo, mais rápido a paralisia do sono vai passar. Tente se lembrar que não existe nenhum perigo e concentre-se na sua respiração.

É temporário!

Mesmo a sensação sendo horrível, tente manter em mente que se trata de algo passageiro e que vai passar logo. Isso pode te ajudar a manter a calma e recuperar seus movimentos mais rápido. Espere passar e concentre-se na sua respiração!

Agora que você sabe o que fazer quando se tem paralisia do nosso, procure evitar hábitos que podem favorecer essa condição e tente se manter calmo durante todas as crises. E lembre-se: é passageiro! 

Você tem encontrado problemas para dormir? Acorda indisposto? Quer cuidar da sua saúde enquanto você dorme? Fale hoje com a Sono Quality (ligação grátis para todo o Brasil):

0800 608 8138


E se você gostou desse conteúdo, não deixe de conferir também: